Os Segredos para um bom carnaval

Muito triste quando o carnaval acaba em pronto socorro na primeira noite de folia. Um evento desejado pelos brasileiros o ano inteiro terminar antes mesmo de sentir o gostinho do começo. Por presenciar muitos eventos assim, resolvi trazer algumas dicas para curtir um bom carnaval sem que ele termine em rios de lágrimas e sangue – em tragédia.

O principal é abandonar as chaves do carro. Carnaval é folia, diversão, alegria, auto astral e claro que, para a maioria, tudo isso vem acompanhado de bebidas alcoólicas. Como o álcool encoraja as pessoas, após o primeiro ou segundo copo sempre achamos que somos o “Super Herói”, que somos capazes de fazer tudo e que nada tem risco. Quando isso acontece, é sinal de que já perdemos o controle das nossas decisões e pode ser tarde de mais. Assim, antes da sexta feira de carnaval, já se programe para ir de táxi, nem de carona, nem de carro, mas de Táxi. Essa é a melhor decisão, a mais segura e responsável.

Importante também zelar pelo sono, pelo menos na noite que antecede o início das festas. O repouso do trabalho árduo da semana anterior pode reforçar as defesas do organismo e gerar mais energia.

A alimentação também é um fator importante. Ingerir bebidas alcoólicas e não comer é extremamente prejudicial à saúde. Pode provocar uma gastrite aguda e, com isso, os temidos vômitos e dores no estômago comprometendo a festa. O ideal é fazer várias refeições ao dia com alimentos saudáveis para preservar o funcionamento do estômago e fígado, ingerir muita água para evitar a desidratação e a conseqüente “ressaca”.
Cardápio como sugestão:
Café da manhã – mesmo que seja ao chegar da folia:

– Pão francês ou pão integral
– Requeijão light, queijo cotage ou ricota processada ou fescal.
– Suco de fruta-mix: Laranja + abacaxi + cenoura.
– Água.
– Importante ingerir água em grande quantidade o dia todo.
Lanche antes do almoço:

– Iogurte natural batido com morangos
– Água.

Almoço:

– Arroz a grega ou macarrão de sêmola ao molho de tomate;
– Feijão preto;
– Legumes refogados
– Vegetais folhosos à vontade (alface, couve, acelga, chicória, couve flor, tomate, palmito, agrião, espinafre).
– Carne: alcatra, lagarto, patinho, peixe ou frango (e porque não o churrasco?)

Lanche da tarde:

– Pão integral ou pão francês
– Presunto de peru light e mussarela light
– Café, chá ou suco de fruta natural e muita água.
– Segundo lanche da tarde: Frutas e muita água para hidratar.

Jantar

– O jantar é importante.  Pode ser igual ao almoço.
– Se jantar não for seu hábito, pode substituir por um sanduíche feito com: um pão francês sem miolo, um bife grelhado, alface, tomate, cenoura e outros vegetais à vontade.
Durante a festa

É importante comer para beber. Evite alimentos gordurosos e com excesso de sal que podem piorar o mal estar no dia seguinte. Prefira salgados assados aos fritos. Normalmente não há opções saudáveis. Um pedaço de pizza ou um cachorro quente sem exagero na maionese ou molhos com gordura podem ser opções interessantes, diante do que se encontra na rua. Cuidado com a procedência dos alimentos, pois intoxicações são comuns e também acabam com a festa. Importante ingerir água durante a festa para não desidratar.

Os pacientes diabéticos devem se preocupar com dois eventos: Hiperglicemia (glicose muito alta) e hipoglicemia (glicose muito baixa). Assim, devem carregar o glucosímetro (aparelho de medir glicose) e a cada duas horas de folia ou diante de qualquer mal estar aferir a glicose e tomar as providências corretas.

Lembro ainda que o álcool pode provocar hipoglicemias, por isso diabéticos não devem beber sem comer. Uma boa opção para carregar é o Gli Instan da Lowçucar que contem 15g de carboidrato e pode ajudar diante de uma glicose baixa. É um carboidrato de rápida absorção. Se algum amigo diabético passar mal ou desmaiar, despeje o conteúdo de um sache na gengiva dele enquanto o encaminha para o pronto socorro. Isso pode salvar sua vida.
Nos casos de hiperglicemia – glicose alta – podemos utilizar a caneta de insulina rápida ou ultra rápida para correção. São de fácil manuseio, pequenas e práticas para carregar junto de si. Importante dizer que se o paciente diabético ficar com a glicose alta por muito tempo ou mesmo se a glicose for aumentando a números importantes, isso pode gerar cetoacidose diabética – “coma diabético” – complicação grave e às vezes fatal.

Pacientes hipertensos ou que usam medicamentos contínuos não devem abandonar seus remédios para ingerir álcool ou mesmo para cair na folia. Com a bebida alcoólica há um aumento da pressão, sem os remédios isso pode se tornar uma tragédia. Obvio dizer que é necessária moderação na ingestão do álcool.

Para evitar uma doença sexualmente transmissível como a AIDS, importante lembrar da “camisinha”. O preservativo masculino pode prevenir doenças e gestações indesejáveis. Para as mulheres, é interessante associar a outro método contraceptivo – anticoncepcional, DIU Mirena, etc. Discutir isso com ginecologista pode ser de extrema relevância.

Alguns produtos utilizados no carnaval, como spray de espuma, podem se tornar perigosos por serem inflamáveis e por causarem reações alérgicas. Deve-se ter cuidado ao manuseá-los.

Outro problema encontrado nessa época do ano é a escassez de sangue nos Bancos de Sangue. É a época em que os acidentes aumentam e a demanda de sangue também. Assim, é importante tomar cuidado para não se envolver em um acidente e ao mesmo tempo lembrar da cidadania e doar sangue para reabastecimento dos Bancos.

Acredito que seja possível aproveitar o carnaval com responsabilidade e segurança e a palavra chave para isso é: equilíbrio – como tudo na vida.

Desejo a todos um ótimo carnaval com muita saúde e alegria. Que os sorrisos persistam após essa festa maravilhosa e que restem apenas boas lembranças.

AGENDAR AVALIAÇÃO

    Consulta de Avaliação

    Preencha o formulário abaixo para marcar uma consulta de avaliação inicial e confidencial com um retorno de chamada.