Como tirar as metas de fim de ano do papel

Como tirar as metas de fim de ano do papel

Esequias Caetano – CRP 04/35023

E-mail: ecaetano@ellopsicologia.com.br

Junto com a virada do ano, geralmente vem a esperança de uma vida melhor. Ser um marido/ esposa melhor, se destacar mais no trabalho/ estudos, comprar um carro novo, parar de fumar, perder 20 kg. É comum fazer promessas nessa época. Não é raro encontrar quem dedique horas do dia para registrar no papel todas as mudanças que quer para o ano novo.  Também não é difícil perceber que a maioria destas pessoas acaba não conseguindo realizar nem metade delas.

Atendendo a pedidos de alguns leitores, deixarei neste texto dicas sobre como é possível tirar do papel aquelas promessas de ano novo que sempre fazemos.

A primeira coisa a se fazer é definir com clareza e objetividade a mudança desejada. Por exemplo, “ser melhor marido”. O que exatamente é ser melhor marido? Seria passar mais tempo com a esposa, ouvir mais seu ponto de vista ou dar um beijo a cada vez que for se despedir? Especifique quais comportamentos seus são necessários para que a mudança ocorra, e se possível, em quais situações deve agir assim.  Este registro ajuda a não se perder no meio do caminho em relação ao que fazer e a identificar possíveis desvios que aconteçam sem que você se dê conta.

É importante também definir metas realistas, que sejam condizentes com as suas possibilidades. Se você mora em uma “meia-água” de aluguel, certamente terá dificuldades para comprar uma mansão em apenas um ano, a não ser que ganhe na Mega Sena. Entretanto, pode juntar dinheiro e entrar no financiamento de uma casa.

Outra estratégia que ajuda a manter o ritmo é dividir as grandes metas em metas menores e mais simples, que podem ser atingidas a curto prazo. Se você quer emagrecer 20 kg em um ano, quantos Kg’s precisa perder por mês? Apenas 1,6 Kg. Parece mais fácil, não?  Realmente é mais fácil e mais palpável. Metas a curto prazo ajudam a ter resultados palpáveis mais rápido, o que ajuda a motivar.

Estabelecer prazos para estas pequenas metas também é essencial. Os prazos te ajudam a monitorar seu desempenho e a se cobrar mais. Se percebermos que não estamos conseguindo cumprir os prazos, devemos nos perguntar se estamos nos boicotando, se a estratégia adotada para atingir a meta é adequada ou se é necessário revisar esta meta e torna-la mais clara ou palpável.  Pode indicar também a necessidade avaliar se os prazos estabelecidos são coerentes com as reais possibilidades.

É importante ter consciência também sobre aquilo que pode atrapalhar a atingir sua meta. Quais comportamentos seus podem te tirar do rumo? Registre-os no papel e elabore estratégias para controlá-los. Se você grita com sua esposa quando ela reclama por você chegar tarde em casa, uma boa estratégia pode ser respirar fundo, contar até 10 e retomar o assunto em outro momento.  Se não resiste a tomar um sorvete depois do almoço, evite passar perto de sorveterias e se envolva em outras atividades prazerosas.

Uma última dica importante é deixar sempre à vista os registros que você fez sobre quais são suas metas a curto e longo prazo, o que vai fazer para atingi-las e o tempo definido para isto. Interagir com estas informações te ajudará a se lembrar do compromisso que assumiu consigo mesmo e a manter-se no caminho.

Para finalizar, deixo uma pergunta. Porque esperar o ano novo para começar a mudança? O “deixar pra depois” é um tipo de estratégia que adotamos em função das dificuldades de mudar. Se aprendemos a comer dois pratos cheios no almoço quando podíamos comer só um, é natural que tenhamos vontade de comer os dois pratos, então deixa pra depois.  Isso é uma armadilha. O autocontrole e o comprometimento com a mudança devem estar presentes todo o tempo. O “só dessa vez” também é uma armadilha. Muito cuidado.

_ _

Esequias Neto é Psicólogo (CRP: 04/35023) Clínico, especialista em Terapia Comportamental pelo ITCR – Campinas/SP, com formação em ACT e FAP pelo Instituto Contínuum – Londrina/ PR. É sócio proprietário do Ello: Núcleo de Psicologia e Ciências do Comportamento e proprietário do Portal Comporte-se: Psicologia e Análise do Comportamento, o maior site de Análise do Comportamento do país. É co-organizador de dois livros de Psicologia Clínica, membro da Comissão de Comunicação da Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental e Associado da Associação Brasileira de Análise do Comportamento. Celular: (34) 9 8406-8181. E-mail: ecaetano@ellopsicologia.com.br

AGENDAR AVALIAÇÃO

    Consulta de Avaliação

    Preencha o formulário abaixo para marcar uma consulta de avaliação inicial e confidencial com um retorno de chamada.